Uma dieta bem construída e elaborada é essencial para aqueles que desejam ter saúde, disposição e vida longa, assim como também transformar o corpo. Pensando nisso, essa nova série de artigos vai trazer os benefícios dos alimentos que não podem ficar de fora da alimentação. Vale a pena a leitura.  Vamos começar o primeiro artigo com o queridinho do momento: O brócolis! E ele merece esse título.

O brócolis é um alimento importantíssimo para a saúde do nosso organismo, e é essencial para o bem-estar dos ossos e do intestino. Rico em cálcio, se torna uma excelente opção para quem sofre com intolerância à lactose e não pode consumir leite e seus derivados. O vegetal também é rico em fibras alimentares, potássio, zinco, sódio, ferro e vitaminas A, C, K e do complexo B.

Para os que sofrem com problemas relacionados ao sobrepeso e obesidade, os nutrientes e propriedades do brócolis ajudam a começar a criar novos hábitos alimentares. Além de combater a hipertensão, o brócolis é um alimento pouco calórico, que ajuda a emagrecer rápido e de forma saudável.   Os níveis altos de fibras no brócolis e a quantidade de água adicionam volume à refeição sem adicionar calorias vazias, então podemos comer, não ficar com fome e ainda perder peso.

Este vegetal age no sistema cardiovascular, pois possui minerais como magnésio, cálcio e potássio que ajuda na regulação da pressão arterial. Ele possui substancia com propriedades anti-inflamatórias e que relaxam os músculos do coração e artérias.

O brócolis também contém um poderoso antioxidante e anticancerígeno, que impede o crescimento de cancros da mama, do colo do útero e da próstata. Pelo seu poder de regeneração celular e reparação do DNA, ele age como um “corretor” de possíveis erros, impedindo a formação de células pré-cancerígenas. Os pesquisadores dizem que uma porção de brócolis todos os dias pode reduzir o risco de câncer de cólon em quase 50%.

Um estudo na Universidade de Buffalo, descobriu que o sulforafano, composto presente em vegetais verdes-escuros,  inibiu o crescimento de células de câncer da mama humano e indicou um uso potencial deste composto como um agente quimioterapêutico no tratamento desse câncer. Espetacular!

Em um novo estudo realizado por pesquisadores do Centro de Ciências do Texas,  28 pessoas com mais de 50 anos foram submetidas à colonoscopias rotineiras e análise dos hábitos de consumo de vegetais verdes-escuros. Com o resultado das biópsias de cólon, eles descobriram que aqueles que comeram mais vegetais verdes-escuros, carregavam níveis mais elevados de expressão de um gene supressor de tumor (chamado P16), do que aqueles que comiam menos vegetais.

O sistema imune, aquele que combate os vírus e bactérias, também é beneficiado pelo consumo do vegetal. O zinco presente no brócolis ajuda a defesa do organismo contra antígenos. Assim, os resfriados e outras doenças são afastados quando ele está presente na dieta.

Para consumir o brócolis de boa qualidade, é necessário, primeiramente, saber escolher um bom vegetal. Por ser uma planta que se deteriora com facilidade após o cultivo, deve-se evitar aquele que já tem flores se abrindo (pois este é um indício de que a verdura não está muito fresca). Após a compra, ele deve ser guardado na geladeira porque a refrigeração o conserva por mais tempo.

É importante lembrar que a forma de preparo pode tornar o brócolis um vilão. A moderação de sal e óleos durante o preparo garante que ele terá os melhores efeitos no organismo. E muito cuidado: quando cozido demais o brócolis perde grande parte dos seus nutrientes.

O brócolis pode ser preparado de diversas formas:  assado, cozido, ao vapor e grelhado. Também é muito apreciado cru, em saladas, ou como um ingrediente de várias preparações, tais como suflês, sopas, folhados, massas, tortas, bolos e refogados.