O intestino humano é um órgão extremamente complexo que tem várias funções, com destaque para a absorção dos nutrientes dos alimentos e produção de hormônios e neurotransmissores, com destaque para a serotonina.

Atualmente sabe-se que várias doenças estão correlacionadas à falta de equilíbrio intestinal – a chamada disbiose intestinal –  incluindo a obesidade e o autismo. Assim, doenças ate então sem aparente ligação com o intestino passaram a mostrar melhora quando há o adequado controle intestinal.

Para o bom funcionamento do intestino é necessário primeiro reconhecer e afastar todos os alimentos que causam alergia ao organismo. Alem disso, outras etapas importantes para o equilíbrio é o favorecimento das bactérias boas em detrimento das maléficas.

Em alguns casos ainda é necessário o uso de enzimas alimentares para que ocorra o correto processo de digestão e algumas ferramentas são utilizadas para o restauro da permeabilidade da parede intestinal.

A máxima em conhecimento médico que se faz presente desde a antiguidade nunca se fez tão atual: “que os seus alimentos sejam os seus remédios e os remédios seus alimentos”.