Vamos falar de um hormônio extremamente importante para nosso vigor e qualidade de vida que é a testosterona. 

Testosterona é um hormônio sexual esteroidal que se origina do colesterol e que exerce mais de 200 funções anabólicas e de reparo no organismo e suas ações vão muito além do desempenho sexual.

 Por isso, mesmo quem não apresente alterações  no desempenho sexual deve medir sua testosterona para monitorar seu declíneo que ocorrere normalmente a partir dos 30 anos e assim otimizar seu equilíbrio,o que é fundamental. Quando o homem apresenta sintomas de alterações sexuais já ocorreu uma queda significativa da testosterona por isto a importância deste monitoramento com exames laboratoriais e clinicos.

Com a queda de sua produção,  alterações metabólicas começam a ser perceptíveis:

-Aumento da gordura corporal

-Diminuição do bem estar

-Queda do desempenho sexual

-disfunção erétil

-aumento da perda óssea

-suscetibilidade à depressão

-alterações na memória , concentração

-maior risco de doença vascular cardíaca

 

Quando iniciam os sintomas, a idéia que predomina é que são "coisas naturais da idade " e então pode se perder  a oportunidade de ter estes sintomas resolvidos através da modulação hormonal.

Os maus hábitos alimentares e os da vida moderna precipitam as quedas hormonais  cada vez mais cedo , não apenas com a idade avançada. 

 O tratamento  da queda da testosterona pode ser realizada através de substãncias que estimulam a produção de testosterona endógena (produção natural do corpo ) ou com testosterona exógena que pode ser injetável ou na forma de gel transdérmico.

Atualmente , não é mais aceitável a alegação de que hormônios causam câncer pois com todas as evidências científicas mostrando que isto não ocorre ,esta idéia se tornou obsoleta.

Marque já sua consulta 35-3521-6331